Quinta, 20 de Junho de 2024
22°C 35°C
Plácido de Castro, AC
Publicidade

Em Plácido de Castro, Idosa Morre Vítima de Ataque Cardíaco Após Reclamar de Falta de Ar

Dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), apontam que cerca de 14 milhões de brasileiros têm alguma doença no coração. Por ano, cerca de 400 mil pessoas morrem em decorrência dessas enfermidades.

13/05/2024 às 08h54
Por: Informativo Plácido
Compartilhe:
Alberina Chaves de Sousa, 78 anos, morreu após reclamar de falta de ar e ser levada ao hospital Dr. Manoel Marinho Monte - Foto arquivo.
Alberina Chaves de Sousa, 78 anos, morreu após reclamar de falta de ar e ser levada ao hospital Dr. Manoel Marinho Monte - Foto arquivo.

Alberina Chaves de Sousa, 78 anos, faleceu na noite deste domingo, 12, no hospital Dr. Manoel Marinho Monte, em Plácido de Castro, vítima de um Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), doença do coração caracterizada pela morte do tecido cardíaco em decorrência da falta de oxigênio. Segundo relatos, ela havia se queixado de falta de ar momentos antes do ocorrido.

A vítima, chegou a receber atendimento médico, porém, seu quadro clínico se agravou e ela não resistiu, vindo a óbito posteriormente. Alberina era conhecida na comunidade por sua alegria e dedicação à família. A notícia de sua morte repentina deixou vizinhos e conhecidos em estado de choque e tristeza.

Especialistas alertam que a falta de ar pode ser um sinal de alerta para problemas cardíacos, especialmente em pessoas com histórico de doenças cardíacas na família. Recomenda-se que qualquer sintoma semelhante seja imediatamente investigado por profissionais de saúde.

Mas o que é infarto? E infarto fulminante? Na prática, não há diferença entre os termos, mas o fato é que algumas pessoas morrem instantaneamente. Já outras, apresentam sinais de sofrer do chamado mal súbito (uma condição caracterizada pela perda de consciência de uma pessoa, relacionada à problemas no cérebro ou coração). Nesse caso, existe a chance de ser socorrida e salva.

Há ainda um outro termo bastante conhecido: morte súbita que é quando uma pessoa morre no momento do infarto ou em até 24 horas depois.

Dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), apontam que cerca de 14 milhões de brasileiros têm alguma doença no coração. Por ano, cerca de 400 mil pessoas morrem em decorrência dessas enfermidades. O número corresponde a 30% de todas as mortes registradas no país.

Dos 17 milhões de óbitos provocados pelas doenças cardiovasculares todos os anos no mundo inteiro, estima-se que 4 milhões sejam decorrentes da morte súbita, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Causas do problema de acordo com a idade dos pacientes

Segundo o médico cardiologista Fabiano Rua, de maneira geral, as causas do mal súbito e morte súbita são segmentadas de acordo com a faixa etária da população.

"Acima de 40 anos, o mais provável é se tratar de causas ateroscleróticas, ou seja, por entupimento de artérias. Isso pode levar ao infarto e AVC. Abaixo de 40 anos, a probabilidade de ser causa genética é maior, como as canalopatias citadas acima ou doenças do músculo cardíaco ( que levam ao enrijecimento do coração). Ainda nos pacientes jovens, devemos sempre pensar no Tromboembolismo como possibilidade".

É possível evitar um infarto?

Foto: Freepik

Não há mistério! Manter um estilo de vida saudável, com rotina de atividades físicas e boa alimentação contribui bastante para a prevenção. Largar hábitos nocivos, como o tabagismo, e manter o corpo bem hidratado, é fundamental.

Um outro ponto importante é identificar doenças que podem levar a tratamentos que diminuam as chances de eventos inesperados. "Temos disponíveis medicações, possibilidade de cateterismo, cirurgias e até mesmo de ablação das arritmias potencialmente fatais. Este procedimento visa reduzir a chance de arritmias em grupos de pessoas com doença identificada", explicou o cardiologista.

Confira o passo a passo e saiba o que fazer em caso de suspeita de infarto

Em primeiro lugar e antes de qualquer coisa, é preciso entender que qualquer pessoa que apresente sinais de alerta para ataque cardíaco deve ser socorrida com urgência e levada para tratamento médico.

1. Ao surgirem os primeiros sintomas, procure socorro imediato pelo Samu 192;

2. Caso a vítima esteja consciente, procure acalma-la;

3. Coloque a vítima em uma posição confortável (pode ser deitada ou sentada) e afrouxe as roupas;

4. Diante de casos mais graves, se a vítima não estiver respirando e sem pulso, manobras de ressuscitação, como a massagem cardíaca, devem ser adotadas, principalmente se a pessoa tiver conhecimentos de primeiros socorros;

E o mais importante! Diante de qualquer suspeita de doenças do coração, procure um médico cardiologista. Consultas check-ups e consultas de rotina regulares podem afastar as chances de que algo grave aconteça.

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Plácido de Castro, AC
24°
Tempo nublado

Mín. 22° Máx. 35°

24° Sensação
0.69km/h Vento
72% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h44 Nascer do sol
07h15 Pôr do sol
Sex 36° 22°
Sáb 37° 24°
Dom 37° 22°
Seg 37° 26°
Ter 36° 25°
Atualizado às 00h05
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 +0,00%
Euro
R$ 5,86 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,36%
Bitcoin
R$ 380,583,02 +1,28%
Ibovespa
120,261,34 pts 0.53%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade