Quarta, 07 de Dezembro de 2022
23°

Pancada de chuva

Plácido de Castro - AC

Polícia Violência

Vídeo: Adolescente armado invade escolas, dispara e deixa 3 mortos e 8 feridos no Espírito Santo

Disparos atingiram alunos e professores. Duas mortes foram confirmadas na escola Primo Bitti e um óbito no 2º colégio invadido

25/11/2022 às 12h29 Atualizada em 25/11/2022 às 16h43
Por: Redação Fonte: R7
Compartilhe:
Ataque deixa feridos em escola de Aracruz (ES) | REPRODUÇÃO/ RECORD TV
Ataque deixa feridos em escola de Aracruz (ES) | REPRODUÇÃO/ RECORD TV

Um adolescente armado invadiu duas escolas na cidade de Aracruz, no Espírito Santo, na manhã desta sexta-feira (25) e atirou contra estudantes e professores. O ataque deixou ao menos três mortos e oito feridos. Testemunhas disseram que ouviram disparos e o suspeito fugiu.

O crime ocorreu por volta das 10h, no bairro Coqueiral. De acordo com informações do capitão Alexandre, do 5º Batalhão da Polícia Militar, o atentado foi cometido por um aluno adolescente que estuda no período da tarde no colégio Primo Bitti. "Ele teria entrado na escola, na sala dos professores, com uma pistola, com vários carregadores e efetuado vários disparos que atingiram seis pessoas no colégio. Dois óbitos foram confirmados no local."

Depois, em um veículo modelo Duster, de cor dourada, com placas tampadas, o adolescente seguiu para outro colégio. Na segunda escola particular, atingiu cinco pessoas e uma morte foi confirmada no local.

A prefeitura de Aracruz faz monitoramento para buscar o veículo. O jovem, identificado pelas equipes, fugiu em direção à orla, segundo o capitão da PM. Os feridos foram levados aos hospitais da região. Um helicóptero foi acionado para ajudar no atendimento.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, comentou o crime. "Imediatamente suspendi minha participação num evento que discutiria reforma para o Brasil e pacto federativo e estou buscando retornar ao Espírito Santo para acompanhar a apuração e o desenrolar desse triste fato", disse ele em um vídeo divulgado por meio das redes sociais.

"Pedi aos secretários de segurança e de educação para se deslocar ao local para dar apoio às famílias, aos servidores e a comunidade e ao mesmo tempo aprofundar a apuração para alcançar os responsáveis", afirmou o governador.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.