Terça, 23 de Julho de 2024
19°C 36°C
Plácido de Castro, AC
Publicidade

A Partida de Uma Mãe, Guardiã e Inspiradora: Homenagem a Dona Raimunda Moura de Abreu

Sua Vida, Seu Legado e Um Apelo à Dignidade no Cuidado com os Idosos

13/10/2023 às 13h03 Atualizada em 14/10/2023 às 09h55
Por: Paulo Roberto
Compartilhe:
A Partida de Uma Mãe, Guardiã e Inspiradora: Homenagem a Dona Raimunda Moura de Abreu

É com o coração pesaroso e a alma profundamente tocada que nos reunimos para expressar nossas condolências à família e amigos da falecida, a inesquecível Dona Raimunda Moura de Abreu. Hoje, compartilhamos palavras de conforto em face da perda que nos aflige, enquanto honramos a memória de uma mulher notável que partiu nesta madrugada, em Rio Branco-AC, aos seus 86 anos de idade.

Nascida no dia 26 de setembro de 1937, em Rio Branco-AC, Dona Raimunda deixou um legado precioso que transcende sua jornada terrena. Deixa três filhas, parentes queridos, centenas de amigos e irmãos na fé, congregando na igreja Assembleia de Deus. Sua presença e influência foram verdadeiramente abençoadas, tocando inúmeros corações e almas.

Dona Raimunda Conrado foi mais do que uma simples sogra; ela foi uma mãe, uma guardiã e uma sábia conselheira. Sua dedicação à família era notável, e sua firme crença na importância da união familiar era inabalável. Ela não aceitava a palavra "separação" em seu vocabulário, pois seu amor transcendia as dificuldades e desafios que a vida podia apresentar.

A vida de Dona Raimunda foi intrinsecamente ligada à de seu marido, o Sr. João Conrado, um homem público comprometido e suplente de vereador, ativo nos áureos tempos de Plácido de Castro-AC. O amor e a parceria deles eram evidentes, formando uma base sólida para sua família e comunidade.

É importante destacar que, legalmente, a figura da ex-sogra não existe, pois o casamento estabelece vínculos de afinidade que persistem mesmo após o divórcio. Dona Raimunda era mais do que uma sogra; ela era uma parte essencial da vida de sua família, um exemplo de amor incondicional que transcendeu qualquer formalidade.

Dona Raimunda Conrado enfrentou a doença com coragem e perseverança, sempre apoiada pelas filhas, netos, genros e todos que estavam dispostos a ajudar. Sua casa era um refúgio acolhedor para todos, onde as portas se abriam para receber, hospedar e alimentar aqueles que dela se aproximavam. Ela e João Conrado foram um casal que personificou o verdadeiro significado do amor e da hospitalidade.

A passagem de Dona Raimunda é um lembrete solene e angustiante da importância de respeitar e cuidar dos idosos com dignidade. Sua família fez todo o possível para aliviar seu sofrimento e resgatá-la da doença, mas, no final, a vontade de Deus prevaleceu. Seu exemplo nos adverte sobre a fragilidade da vida e a necessidade de valorizar cada momento ao lado de nossos entes queridos.

Neste momento de dor e saudade, oferecemos nossas mais sinceras condolências à família enlutada. Que encontrem conforto na memória e no legado de Dona Raimunda. E que sua partida sirva como um alerta para toda a sociedade e para todas as famílias: amem seus pais, ofereçam o máximo de amor, carinho e cuidados enquanto estão ao nosso lado. A vida é efêmera, mas o amor e os cuidados que compartilhamos perduram para sempre.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Gente de Direito
Sobre o blog/coluna
Fatos jurídicos, temas atualizados da seara familiar.
Conhecendo o nosso lugar e a nossa gente, sobretudo sua história
Ver notícias
Plácido de Castro, AC
35°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 36°

34° Sensação
1.85km/h Vento
25% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h46 Nascer do sol
07h23 Pôr do sol
Qua 37° 20°
Qui 38° 20°
Sex 40° 21°
Sáb 40° 22°
Dom 41° 23°
Atualizado às 11h05
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,58 +0,18%
Euro
R$ 6,06 -0,15%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,49%
Bitcoin
R$ 391,486,33 -2,37%
Ibovespa
127,005,35 pts -0.67%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade