Segunda, 06 de Dezembro de 2021
24°

Pancada de chuva

Plácido de Castro - AC

Saúde Acre

Acre colabora na produção do Manual de Treinamento da Vigilância Epidemiológica das Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar do Ministério da Saúde

O Acre participou, juntamente com os estados de Tocantins e São Paulo, da produção do Manual de Treinamento da Vigilância Epidemiológica das Doença...

25/11/2021 às 15h35 Atualizada em 25/11/2021 às 15h56
Por: Agência Plácido Fonte: Secom Acre
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Acre
Foto: Reprodução/Secom Acre

O Acre participou, juntamente com os estados de Tocantins e São Paulo, da produção do Manual de Treinamento da Vigilância Epidemiológica das Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar do Ministério da Saúde (MS). A publicação foi lançada no dia 22 de novembro deste ano na plataforma do MS.

Manual de Treinamento da Vigilância Epidemiológica das Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar do Ministério da Saúde.
Manual de Treinamento da Vigilância Epidemiológica das Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar do Ministério da Saúde.

O manual é um importante recurso que subsidia o treinamento direcionado para profissionais de saúde que atuam na investigação de surtos ou de casos de doenças de notificação compulsória relacionadas à transmissão hídrica e alimentar.

Nesta edição, o manual contou com a colaboração da representante do Acre Débora dos Santos Gonçalves, chefe do Núcleo de Vigilância Epidemiológica das Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar (VE-DTHA), no protocolo de “Atualizações sobre notificação de surto de DTHA no Sinan-Net”, do Ministério da Saúde que foi publicado no Boletim Epidemiológico, Volume 51, n° 31, em agosto de 2020.

“Esse documento foi um grande passo para a elaboração do Manual. Participei nos estudos de caso do Manual. E a importância de participarmos nas atualizações de protocolos é que podemos contribuir com as nossas vivências da ponta, que são muito diferentes dos outros estados. Nosso país é muito diversificado e a região Norte tem peculiaridades que precisam ser vistas e contempladas”, destacou.

De acordo com a chefe do Núcleo, o manual foi criado em um momento oportuno, visto que o Acre passou por um surto de diarreia em agosto. E no mês de novembro, o estado saiu da situação de surto e vem se mantendo dentro do padrão esperado nas últimas quatro semanas epidemiológicas.

“O Ministério da Saúde tem esse trabalho de olhar para os diversos Brasis, e me sinto honrada em ter contribuído nesse processo e contemplada com o resultado”, pontuou.

Acompanhe os Links da plataforma do Ministério da Saúde e do Manual:

https://www.gov.br/saude/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/publicacoes-svs/doencas-transmitidas-por-alimentos-dta/manual_dtha_2021_web.pdf/view

https://www.gov.br/saude/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/publicacoes-svs/doencas-transmitidas-por-alimentos-dta/manual_dtha_2021_web.pdf/@@download/file/manual_DTHA_2021_web.pdf

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.