Quarta, 07 de Dezembro de 2022
23°

Pancada de chuva

Plácido de Castro - AC

Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão aprova projeto que reverte a povos indígenas multas por infração ambiental cometida em suas terras

Marina Ramos/Câmara dos Deputados O relator Nilto Tatto recomendou a aprovação da proposta A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentá...

25/11/2022 às 06h40
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:
O relator Nilto Tatto recomendou a aprovação da proposta - (Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados)
O relator Nilto Tatto recomendou a aprovação da proposta - (Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 5467/19, que reverte em benefício dos povos indígenas os valores arrecadados em pagamento de multas por infração ambiental cometida em terras indígenas.

De autoria da deputada Joenia Wapichana (Rede-RR), a proposta altera a Lei dos Crimes Ambientais e o Estatuto do Índio.

O parecer do relator, deputado Nilto Tatto (PT-SP), foi favorável à proposta. “De acordo com o Conselho Indigenista Missionário, os casos de invasões de TI [terra indígena] subiram de 109, em 2018, para 256 casos em 2019, um aumento de 135%. As invasões foram registradas em 151 terras indígenas, habitadas por 143 povos distintos, em 23 estados, ou seja, em quase todo o País”, apontou.

O parlamentar ressaltou ainda que a destruição e contaminação dos recursos naturais das terras indígenas por atividades ilegais destroem os meios de vida dos indígenas. “É mais do que justa, portanto, a proposta de que os valores arrecadados com a imposição de multas por infração ambiental em terra indígena sejam destinados às próprias comunidades atingidas”, avaliou Tatto.

Tramitação
A proposta ainda será analisada, em caráter conclusivo, pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.