Sexta, 01 de Julho de 2022
31°

Poucas nuvens

Plácido de Castro - AC

Política Corrida presidencial

Bolsonaro lidera intenções de voto no Rio Grande do Sul, diz pesquisa

Na pesquisa estimulada, onde é apresentada uma lista de candidatos aos eleitores, atual presidente está à frente, com 40,1%

21/05/2022 às 09h15
Por: Agência Plácido Fonte: R7
Compartilhe:
O presidente Jair Bolsonaro (PL) / ALAN SANTOS/PR - 20.5.2022
O presidente Jair Bolsonaro (PL) / ALAN SANTOS/PR - 20.5.2022

O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem a preferência do eleitorado do Rio Grande do Sul para o pleito deste ano, segundo levantamento conduzido pela Paraná Pesquisas. De acordo com o instituto, na pesquisa estimulada, em que são apresentados os nomes dos candidatos aos eleitores, o chefe do Executivo lidera as intenções de voto, com 40,1%.

Em segundo lugar, aparece o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 34,2%. Completam a lista Ciro Gomes (PDT), com 6,4%; João Doria (PSDB), com 2,1%; Simone Tebet (MDB), com 0,9%; André Janones (Avante), com 0,8%; Vera Lúcia (PSTU), com 0,6%; Pablo Marçal (Pros), com 0,5%; Luiz Felipe d’Ávila (Novo), com 0,3%; e Eymael (DC) e Luciano Bivar (União Brasil), ambos com 0,1%.

A Paraná Pesquisas fez o levantamento entre os dias 15 e 20 de maio, e ouviu 1.540 eleitores gaúchos de 62 cidades diferentes, todos acima de 16 anos de idade. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o código BR-03824/2022. O índice de confiança é de 95%. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Já na pesquisa espontânea, sem que os eleitores sejam informados sobre os candidatos, Bolsonaro também está à frente, mas ele empata tecnicamente com Lula. O atual presidente aparece com 24,6% dos votos, enquanto o petista tem 20,2%. Ciro Gomes ocupa a terceira posição, com 1,7%.

Nessa pesquisa, o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB) divide o quarto lugar com Doria, seu correligionário, com 0,4% das intenções de voto. Ambos disputaram as prévias do partido para a Presidência da República no ano passado, e o ex-governador de São Paulo acabou vencendo. No entanto, o nome dele ainda não foi confirmado para a disputa ao Palácio do Planalto.

Depois deles, aparecem Pablo Marçal e Simone Tebet, ambos com 0,2%; e André Janones, Luiz Felipe d’Ávila e Vera Lúcia, todos com 0,1%.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.