Sexta, 21 de Junho de 2024
21°C 36°C
Plácido de Castro, AC
Publicidade

No AC, mais de 70 mil pessoas não sabem ler nem escrever, diz IBGE

No Censo Demográfico 2022, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estado acreano apresenta 12,1% de analfabetismo entre pessoas de 15 anos ou mais. Quantitativo subiu 3,1% em 12 anos.

19/05/2024 às 09h59 Atualizada em 19/05/2024 às 10h07
Por: Informativo Plácido Fonte: G1/Ac
Compartilhe:
Pacientes aprendem a ler e a escrever em casa durante as visitas de saúde — Foto: Reprodução/TV TEM
Pacientes aprendem a ler e a escrever em casa durante as visitas de saúde — Foto: Reprodução/TV TEM

O Acre registrou, em 2022, a maior taxa de analfabetismo da região Norte entre pessoas de 15 anos ou mais: 12,1%. Isto é o que destaca os dados do Censo Demográfico 2022, divulgados nesta sexta-feira (17). A taxa atual corresponde ao quantitativo de 73.835 pessoas que não sabem ler nem escrever.

Desde a última pesquisa, houve o aumento de 3,1%, já que a taxa de 2010 era de 9%. O número de analfabetos se aproxima ao Censo de 2000, que foi de 14%. Essas e outras informações fazem parte da divulgação do Censo sobre Alfabetização - Resultados do Universo.

Na capital Rio Branco, o número de pessoas não-alfabetizadas são de 19.495, o que corresponde a 6,96%. Dentre os 22 municípios, Marechal Thaumaturgo teve o maior percentual: 22,83%. Em seguida, vem Feijó (22,65%) e Santa Rosa do Purus (22,6%). Confira abaixo o percentual por município:

A nível nacional, os dados mostram que, dos 163 milhões de pessoas com 15 anos de idade ou mais, 151,5 milhões sabiam ler e escrever um bilhete simples e 11,4 milhões não sabiam. Assim, a taxa de analfabetismo foi de 7,0%. No Censo 2010, o analfabetismo foi de 9,6%.

Censo do IBGE

O Censo é uma pesquisa realizada pelo IBGE para fazer uma ampla coleta de dados sobre a população brasileira. Ela permite traçar um perfil socioeconômico do país, já que conta os habitantes do território nacional, identifica suas características e revela como vivem os brasileiros. Veja abaixo dados.

Quantos municípios receberam visita de recenseadores? Todos os 5.568 municípios brasileiros, mais dois distritos (Fernando de Noronha e Distrito Federal), num total de 5.570 localidades.

Quantos domicílios foram visitados? Segundo o IBGE, 106,8 milhões de endereços em 8,5 milhões de quilômetros quadrados.

Quantos questionários foram respondidos? 79.160.207, dos quais 88,9% com 26 quesitos e 11,1% com 77 quesitos. No total, 98,88% das entrevistas foram presenciais; o restante foi pela internet ou por telefone.

Que dados a pesquisa coletou? Além verificar exatamente qual o tamanho da população, o Censo compila dados sobre as características dos moradores (como idade, sexo, cor ou raça, religião, escolaridade e renda) e informações sobre saneamento básico dos domicílios.

Por que o Censo 2022 atrasou? A lei prevê que a pesquisa deve ocorrer a cada dez anos. Como a edição anterior era de 2010, a nova sondagem deveria ter sido realizada novamente em 2020, mas foi suspensa por conta da pandemia. Em 2021, o Censo teve segundo adiamento, desta vez por cortes orçamentários do governo Jair Bolsonaro. Após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), foram liberados R$ 2,3 bilhões solicitados pelo IBGE, que iniciou trabalhos em 1º de agosto de 2022.

 

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Plácido de Castro, AC
25°
Tempo nublado

Mín. 21° Máx. 36°

25° Sensação
0.35km/h Vento
68% Umidade
48% (0.55mm) Chance de chuva
07h45 Nascer do sol
07h16 Pôr do sol
Sáb 37° 22°
Dom 36° 21°
Seg 38° 24°
Ter 36° 26°
Qua 35° 24°
Atualizado às 00h04
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 -0,04%
Euro
R$ 5,84 -0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,54%
Bitcoin
R$ 373,907,56 -0,62%
Ibovespa
120,445,91 pts 0.15%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade