Sexta, 21 de Junho de 2024
21°C 36°C
Plácido de Castro, AC
Publicidade

A balada do Aerosmith que é a preferida de Joe Perry e ganhou versão de Lobão

Para os fãs do rock brasileiro, “Seasons of Wither” também possui um significado particular.

15/03/2024 às 10h18
Por: Informativo Plácido Fonte: Igor Miranda
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Não dá para desvincular a carreira do Aerosmith das baladas. Apesar de contar com petardos do hard rock, além de músicas com um suingue funkeado contagiante, a banda pautou sua carreira desde os primórdios por momentos mais intimistas, que os ajudaram a ter maior repercussão radiofônica e conquistar até mesmo um público fora do seu circuito habitual.

No segundo auge, iniciado na metade final dos anos 1980, a coisa se tornou ainda maior, com as canções românticas chegando a tomar conta do tracklist em alguns momentos. A situação causou descontentamento até mesmo entre os integrantes do grupo – embora os cheques polpudos caindo na conta aliviassem a sensação.

Em seu livro de memórias, “O Barulho na Minha Cabeça te Incomoda? Uma Memória Feita de Rock ‘n’ Roll” (2011), o vocalista Steven Tyler contou:

“Quando compus a parte musical de ‘Seasons of Wither’, peguei o velho violão que Joey (Kramer, baterista) encontrou no lixo na Beacon Street sem cordas. Coloquei quatro cordas nele, que era tudo o que precisava porque estava muito distorcido. Fui até o porão e tentei encontrar as palavras que combinassem com os sons dispersos na minha cabeça, como se fosse composta automática. O lugar estava uma bagunça e eu coloquei toda a bagunça de lado. Larguei o tapete, tomei três comprimidos de Tuinal (barbitúrico), cheirei um pouco, sentei no chão, afinei o violão naquela afinação, aquela afinação especial que pensei ter inventado.”

Em relação ao título – “Estação de Seca” –, o frontman explicou à biografia oficial da banda, “Walk This Way” (2003):

“‘Seasons of Wither’ era sobre a paisagem de inverno perto desta casa onde eu morava com Joey perto de uma antiga granja. Eu costumava deitar na cama de madrugada, ouvindo o vento nas árvores, como parecia solitário e melancólico.”

A favorita de Joe Perry

Principal companheiro de Tyler, o guitarrista Joe Perry não esconde sua empolgação para com a criação do mestre de cerimônias. No mesmo livro supracitado ele exalta:

“As faixas de ‘Get Your Wings’ eram o que estávamos trabalhando em nosso apartamento na Beacon Street no verão de 1973. Eu compus o riff de ‘Same Old Song and Dance’ uma noite na sala da frente e Steven começou a cantar junto. ‘Spaced’ aconteceu da mesma forma no estúdio, com muitas contribuições de Jack Douglas, o produtor. ‘SOS’ significava ‘Same Old Sh*t’ e veio dos ensaios no Drummer’s Image… ‘Lord of the Thighs’ e ‘Seasons of Wither’ eram músicas de Steven. De todas as baladas que o Aerosmith já fez, ‘Wither’ foi a de que mais gostei.”

“Seasons of Wither” e Lobão

Para os fãs do rock brasileiro, “Seasons of Wither” também possui um significado particular. A música ganhou uma versão nacional pelas mãos de Lobão. A adaptação se chama “Moonlight Paranoia” e entrou no álbum “O Rock Errou” (1986), segundo da carreira solo do artista.

O poeta e letrista Bernardo Vilhena, colaborador frequente, ganhou créditos, assim como Júlio Barroso (Gang 90 e as Absurdettes) – junto às óbvias referências a Tyler e Perry. Ex-esposa de Lobão, Daniele Daumerie gravou vocais na faixa. Ela também apareceu na polêmica capa do disco.

Aerosmith e “Get Your Wings”

Segundo disco da banda, “Get Your Wings” saiu em 1º de março de 1974. Marcou o início da parceria com o produtor Jack Douglas, que os consagraria logo a seguir. Além das faixas autorais, o tracklist contava com um cover para “Train Kept A-Rollin’”, de Tiny Bradshaw. A versão é baseada na do The Yardbirds.

Guitarristas que se consagrariam com a banda solo de Alice Cooper, Steve Hunter e Dick Wagner contribuíram com solos. O duo jazz fusion Brecker Brothers também participou gravando metais, assim como o saxofonista Stan Bronstein.

O trabalho teve repercussão discreta nas paradas à época do lançamento. Porém, com o estouro posterior do grupo, vendeu mais de 3 milhões de cópias só nos Estados Unidos.

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Música & Cultura
Sobre o blog/coluna
Coluna feita para pessoas que respiram música 24h por dia.
“Sem a música, a vida seria um erro” (Friedrich Nietzsche)
Ver notícias
Plácido de Castro, AC
25°
Tempo nublado

Mín. 21° Máx. 36°

25° Sensação
0.35km/h Vento
68% Umidade
48% (0.55mm) Chance de chuva
07h45 Nascer do sol
07h16 Pôr do sol
Sáb 37° 22°
Dom 36° 21°
Seg 38° 24°
Ter 36° 26°
Qua 35° 24°
Atualizado às 00h04
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 -0,04%
Euro
R$ 5,84 -0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,54%
Bitcoin
R$ 373,724,64 -0,67%
Ibovespa
120,445,91 pts 0.15%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade