Sexta, 21 de Junho de 2024
21°C 36°C
Plácido de Castro, AC
Publicidade

As pessoas realmente viviam até os 100 anos (ou mais) nos tempos antigos?

A existência de centenários antes da era moderna é tema de debate entre historiadores e cientistas.

17/04/2024 às 13h56 Atualizada em 17/04/2024 às 14h01
Por: Informativo Plácido Fonte: Mega Curiososo
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Mega Curioso
Foto: Reprodução/Mega Curioso

Durante séculos, a ideia de alguém viver até os 100 anos parecia uma conquista inimaginável. No entanto, ao longo da história, houve relatos e especulações sobre indivíduos que teriam alcançado essa idade avançada em tempos antigos. Mas será que essas histórias têm algum fundamento?

Evolução da expectativa de vida

Segundo os estudiosos, a expectativa de vida aumentou consideravelmente depois da Revolução Industrial. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Segundo os estudiosos, a expectativa de vida aumentou consideravelmente depois da Revolução Industrial. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Ao analisarem os vestígios do passado, os cientistas observaram uma notável mudança na expectativa de vida humana ao longo dos milênios. Desde os primeiros hominídeos até as civilizações antigas, como a Roma Antiga, a expectativa de vida era consideravelmente mais baixa do que é hoje.

No entanto, os esqueletos do Homo sapiens e do Neandertal indicam que houve um aumento na longevidade ao longo da evolução humana, com sinais de envelhecimento mais proeminentes em humanos mais recentes. Esse aumento na longevidade se intensificou após a Revolução Industrial, impulsionado por avanços médicos e melhores condições de vida.

Apesar das condições desafiadoras enfrentadas pelos antigos, alguns indivíduos conseguiram superar as expectativas e viver além da idade média. Estudos arqueológicos já revelaram pessoas que alcançaram idades avançadas, como homens com idade média de morte de 72 anos descobertos em sepulturas greco-romanas. Embora raros, esses exemplos fornecem evidências de que a longevidade não era completamente inédita nos tempos antigos.

A controvérsia dos centenários antigos

Estátua de Pepi II e sua mãe, Anqunesmeriré II. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)Estátua de Pepi II e sua mãe, Anquenesmeriré II. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

A existência de centenários antes da era moderna é tema de debate entre historiadores e cientistas. Enquanto alguns relatos históricos afirmam a presença de indivíduos excepcionalmente longevos, como o faraó Pepi II do Egito, cujo reinado é registrado como durando até os 94 anos, outros questionam a veracidade dessas alegações. Estudos estatísticos sugerem que a probabilidade de alguém atingir os 100 anos antes do século XIX era praticamente nula, levantando dúvidas sobre a precisão desses relatos.

As afirmações de supercentenários, aqueles com mais de 110 anos, também são vistas com ceticismo pela comunidade científica. Apesar de registros antigos mencionarem indivíduos como Terência, esposa do poeta Cícero, que supostamente viveu até os 103 anos, a falta de evidências concretas levanta questões sobre a confiabilidade dessas histórias. A análise estatística sugere que a existência de supercentenários antes de alguns séculos atrás é altamente improvável, deixando os registros históricos em um estado de incerteza.

Com o avanço da medicina, tecnologia e condições de vida, a expectativa de vida humana aumentou significativamente ao longo dos séculos. O século XX testemunhou um progresso notável nesse aspecto, com melhorias na higiene, vacinação e tratamento de doenças, contribuindo para uma vida mais longa e saudável. Hoje, a expectativa de vida global é muito maior do que em qualquer período anterior da história, refletindo os avanços que transformaram a experiência humana.

 

 

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Mega Curiosidades
Sobre o blog/coluna
Aqui você pode encontrar de tudo, desde curiosidades até fotos históricas.
Ver notícias
Plácido de Castro, AC
25°
Tempo nublado

Mín. 21° Máx. 36°

25° Sensação
0.35km/h Vento
68% Umidade
48% (0.55mm) Chance de chuva
07h45 Nascer do sol
07h16 Pôr do sol
Sáb 37° 22°
Dom 36° 21°
Seg 38° 24°
Ter 36° 26°
Qua 35° 24°
Atualizado às 00h04
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 -0,04%
Euro
R$ 5,84 -0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,54%
Bitcoin
R$ 373,280,13 -0,79%
Ibovespa
120,445,91 pts 0.15%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade