Sábado, 01 de Outubro de 2022
27°

Poucas nuvens

Plácido de Castro - AC

Polícia Sena Madureira

Suspeito de mandar torturar e abusar de mulher no interior do Acre é preso; vítima foi solta após denúncia anônima

Homem teria mandado um comparsa ainda degolar a mulher após mantê-la em cárcere privado. Crime ocorreu no último dia 2 e mandante do crime foi preso nesta segunda-feira (15).

15/08/2022 às 19h03 Atualizada em 15/08/2022 às 19h06
Por: Agência Plácido Fonte: G1/Ac
Compartilhe:
Polícia Civil cumpriu mandado de prisão nesta segunda (15) contra criminoso em Sena Madureira — Foto: Arquivo/Polícia Civil
Polícia Civil cumpriu mandado de prisão nesta segunda (15) contra criminoso em Sena Madureira — Foto: Arquivo/Polícia Civil

A Polícia Civil de Sena Madureira, interior do Acre, prendeu nesta segunda-feira (15) o suspeito de mandar torturar e abusar de uma mulher de 24 anos no último dia 2 no município. O crime foi praticado porque o criminoso desconfiava que a vítima pertencia a uma facção rival.

O homem, de 30 anos, foi preso quando saía de casa, no bairro Vitória. Ele também é investigado por integrar uma organização criminosa.

Conforme a investigação, o criminoso ordenou que um comparsa levasse a mulher para uma residência, a mantivesse em cárcere privado e depois a degolasse. O comparsa teria feito alguns cortes nos braços e no rosto da vítima.

"Ele ainda beijou e pegou nas partes íntimas dela. Uma denúncia anônima recebida pelo 181 afirmando que ela estaria em cárcere privado e iria ser executada. O mandante notou uma movimentação policial nas proximidades disse para o outro [comparsa] liberar ela", explicou o delegado responsável pelas investigações, Marcos Frank.

Com a denúncia anônima, equipes da Polícia Militar teriam ido até o local indicado, no último dia 2. O suspeito de praticar os crimes foi preso em flagrante. A vítima prestou depoimento, relatou o que aconteceu e estava muito abalada. "Ela tem bastante medo. Foi sob forte emoção", confirmou Frank.

Com a prisão do comparsa, a polícia continuou as investigações e chegou no mandante do crime. Foi pedida a prisão preventiva e o mandado cumprido nesta segunda.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.