Domingo, 23 de Janeiro de 2022
28°

Pancada de chuva

Plácido de Castro - AC

Noticias Policiais Prisão em Flagrante

Médico sem registro é preso em flagrante enquanto fazia cirurgia plástica em paciente no Acre

Mizael Saboia já tinha sido denunciado pelo CRM-AC em julho de 2020 pela atuação ilegal. Ele estava operando uma paciente na noite dessa quinta-feira (13) em um laboratório particular na capital quando foi preso.

14/01/2022 às 08h39
Por: Agência Plácido Fonte: G1/Ac
Compartilhe:
Falso médico é preso em flagrante durante procedimento cirúrgico em Rio Branco — Foto: Arquivo/CRM-AC
Falso médico é preso em flagrante durante procedimento cirúrgico em Rio Branco — Foto: Arquivo/CRM-AC

Mizael Ribeiro Saboia, denunciado pelo Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC) por exercício ilegal da medicina, foi preso em flagrante na noite dessa quinta-feira (13) enquanto fazia uma cirurgia plástica de mama em um laboratório particular. A prisão foi feita pela Polícia Civil no bairro Aviário, em Rio Branco.

Ele também é dono de um centro de estética na capital acreana que, inclusive, possui processo trabalhista. O g1 não conseguiu contato com a defesa de Saboia até última atualização desta reportagem.

O homem já tinha sido alvo de denúncia em julho de 2020 após uma paciente sofrer lesões graves em um procedimento. Segundo o CRM-AC, o homem é formado em uma faculdade de medicina fora do Brasil e se apresenta como cirurgião plástico sem ter registro profissional para atuar no país.

Mizael Saboia já tinha sido denunciado pelo CRM-AC em julho de 2020 pela atuação ilegal da medicina — Foto: Arquivo pessoal

O flagrante feito pela polícia foi acompanhado por uma equipe do CRM e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que prestou atendimento à paciente que passava pela cirurgia. A polícia aguardou ele terminar o procedimento e, em seguida, a paciente passou por avaliação. O homem foi levado para a Delegacia de Flagrantes, na Cidade do Povo.

Ainda segundo o CRM-AC, Saboia já responde processo na 2ª Vara Criminal de Rio Branco após denúncia de exercício ilegal da medicina no ano de 2016. Desde aquela época, ele já se apresentava como cirurgião plástico e teria provocado lesões corporais de natureza gravíssima em pacientes. Porém, o homem foi beneficiado pela suspensão condicional do processo em maio de 2019, estando ainda em cumprimento das medidas estabelecidas.

Flagrante foi feito na noite dessa quinta-feira (14) em um laboratório particular em Rio Branco — Foto: Arquivo/CRM-AC

 

 

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.